ESPECIAIS

Tecnologia e novidades da piscicultura serão destaque na festa das Orquídeas e do Peixe

Compartilhar

#souagro| Entre os dias 25 e 28 de agosto, a cidade de Maripá será o centro das atenções com a 22ª Festa das Orquídeas e do Peixe que vai ocorrer no Centro de Eventos. Uma tradição que reúne milhares de pessoas que são apaixonadas pelas orquídeas e também que querem conhecer as novidades para a piscicultura . Além é claro dos artesanatos e comidas deliciosas que estão no evento.

Para quem atua no ramo da piscicultura, a festa é uma grande vitrine de conhecimento, já que são apresentadas as últimas novidades do mercado. Além da Feira da Aquicultura com a participação de diversas empresas do setor, o Seminário Estadual da Piscicultura também vai atualizar as novidades do mercado. Afinal, o Paraná é o maior produtor de peixes do Brasil e Maripá tem contribuição nisso.

ASSISTA O VÍDEO: 

 

“Segundo a Associação Brasileira de Piscicultura, a Peixe BR, o Brasil produz 841 mil toneladas de peixe de cultivo. Sendo que desse total, 63,3% foi de tilápia. E a região oeste do Paraná é a maior produtora de peixe do Brasil. Com destaques aí para os municípios de Nova Aurora, Palotina, Toledo, Assis que são o polo produtor de peixes aqui da nossa região oeste do Paraná. E se pegarmos Maripá sempre foi uma referência na produção de tilápia. No ano de 2015, nós fomos o primeiro lugar no ranking do estado em produção de peixe. Agora estamos em 5º lugar, perdendo para Nova Aurora, Palotina, Toledo e Assis. Mas assim, a vocação do nosso produtor aqui, o comprometimento sempre foi grande e também a questão da assistência técnica, tanto pelos órgãos estaduais e municipais foi de grande importância para alavancar a nossa produção no nosso município”, detalha Cleiton Manske, engenheiro de pesca e trabalho na Prefeitura Municipal de Maripá.

Para Cleiton, a produção de tilápias só não é maior em Maripá por conta de algumas limitações, mas que com ajuda da tecnologia isso pode mudar: “A nossa produção, ela é limitada, pois nós temos um limitante que é um recurso hídrico. Nós temos um potencial hídrico  muito menor e também uma área territorial menor comparada a outros municípios. Esse é um limitante para aumentar a nossa produção, pois nós não podemos mais aumentar a área, mas sim através de tecnologia, com parceria com as universidades, melhorar os índices de produção, aumentando o número de peixe de metro quadrado, consequentemente a produção final. Isso lógico, com tecnologias, né? Que tem que se ter junto pra conseguir aumentar essa produção”, explica Cleiton.

 

Por isso, o Seminário Estadual da Piscicultura é tão importante para quem atua no setor, para conhecer as novidades e até mesmo conseguir aumentar a produção com as tecnologias.

“No dia 26 de agosto nós teremos o 19° Seminário Estadual da Piscicultura, teremos três importantes palestras ligadas à atividade de aquicultura. A primeira seria então com o Geovane
estará relatando as inovações da aquicultura brasileira. A segunda palestra vamos abordar a parte de perspectivas, riscos e oportunidades na aquicultura. E a última palestra teremos o representante nacional da pesca que estará falando sobre as políticas públicas para o bom desenvolvimento da atividade. Então será no pavilhão Salão de Festas da Comunidade Católica. Estão todos convidados, profissionais da área de avicultura, empresários, piscicultores, agricultores, acadêmicos, estudantes e aquelas pessoas que ainda estejam afim de entrar com na área de atividades e piscicultura pra produzir peixes”, detalha Claiton.

 

 O investimento para participar do seminário é de R$ 85,00, incluso neste valor o coffee break, almoço à base de peixe e materiais diversos. A programação tem início às 8h com as inscrições e a entrega dos materiais, encerrando às 14h30 com a visita técnica à Feira da Aquicultura, logo após o almoço à base de peixe no Centro de Eventos.

A 22ª Festa das Orquídeas e do Peixe terá Exposição e Feira de Orquídeas, Feira da Aquicultura e a Feira da Indústria, Comércio, Artesanato e Sabores em todos os dias de feira.

“Para quem ainda tem alguma dúvida com relação a atividade de piscicultura ou aquicultura esse é o momento de vir para Maripá. De 25 a 28 de agosto para participarem da 22ª edição da Festa das Orquídeas e do Peixe e mais especificamente no dia 26 de agosto participar do  seminário estadual da piscicultura”, finaliza Cleiton.

Todos os detalhes sobre a festa você encontra AQUI.

(Débora Damasceno/Sou Agro)

(Foto: Prefeitura de Maripá)

Clique aqui e receba notícias do agronegócio em seu celular

Se conecte com nossas redes sociais:

Publicidade

Publicidade

Copyright © 2021 Sou Agro | CNPJ: 39.541.312/0001-48 — Todos os direitos reservados.

Sou Agro

AD BLOCKER DETECTED

Percebemos que você tem um adblocker habilitado que restringe os anúncios veiculados no site.

Please disable it to continue reading Sou Agro.