Maripá tenta se reerguer depois do granizo que devastou a cidade

Compartilhar

#souagro| O sábado que deveria ser de festa em comemoração aos 32 anos da cidade, será de limpeza e levantamento dos prejuízos em Maripá, cidade que fica no Oeste do Paraná. O município foi devastado pelo granizo que chegou ontem ao estado, e em apenas minutos causou um rastro de destruição.

Árvores caídas, casas e estabelecimentos destelhados, lavouras devastadas, este é o cenário encontrado na cidade hoje. Muita gente se uniu para realizar os trabalhos na cidade. Inclusive, uma força tarefa foi montada no município para atender os atingidos pelo temporal.

ASSISTA A REPORTAGEM: 

“Nós tivemos no final da tarde de ontem,  vendaval, queda de granizo e um volume considerável aí de chuva, em torno de 50 milímetros aqui no município de Maripá. Também tivemos o atingimento desta natureza nos municípios de Assis, de Jesuítas e de Iracema aqui da nossa região. Então logo aconteceu este evento, nós deslocamos equipes do Corpo de Bombeiros aqui em específico Maripá trabalhamos com quatro equipes, durante quase toda a noite, atendendo a população naquilo que precisavam, uma lona para proteção de parte das suas casas, verificando se não tinham feridos, desobstruindo as vias públicas pelas quedas de árvores, pra possibilitar o trânsito e também quedas de árvores na rodovia, desobstrução da das rodovias. Então um trabalho intenso”, detalha o tenente coronel Araújo, comandante do 4° grupamento de bombeiros.

 

O trabalho deve seguir ao longo de todo fim de semana: “Hoje o trabalho continua, isso tudo junto com a prefeitura e fazendo os levantamentos. A Defesa Civil do Estado já deslocou um carregamento de telhas aqui para o local e estamos fazendo esses levantamentos. Estamos à disposição para o fornecimento, ajuda humanitária, atendendo toda essa população aqui do município de Maripá e dos municípios aqui da região também que foram atingidos”, explica o tenente.

As estimativas de prejuízos ainda são muito preliminares, inicialmente o Corpo de bombeiros tem um relatório, mas os números devem aumentar até o fim do dia: “No levantamento prévio, uma estimativa, 1,5 mil estabelecimentos entre residências e estabelecimentos aqui no município de Maripá. 200 em Assis,  Jesuítas preliminarmente 100, mas já sabemos que é mais e também Iracema em torno de 100. Então agora mais pro final do dia é que nós vamos ter os números exatos, após o levantamento. Mas esses números devem ser maior né. Além de uma grande área também da da área rural que foi atingida, plantios das culturas que também foram atingidas, tem que ser levantado todo esse prejuízo.”, detalha o tenente

 

Outra situação que preocupa é sobre a energia elétrica, milhares de paranaenses ficaram sem luz. Em Maripá durante a manhã, a companhia informou que 2,3 mil clientes estavam sem energia e que mais de 700 profissionais estão trabalhando em todo Paraná para recompor a rede danificada pelas fortes chuvas: “Toda rede de distribuição de energia elétrica foi bastante atingida, comprometida, estamos em contato com a gerência da Copel, tão logo eles tem um panorama de quando será possível reestabelecer, nós vamos passar. Mas foi bem avariado, vai demandar muito trabalho

O prefeito de Palotina e também presidente do Consamu, Luiz Ernesto de Giacometti, está na cidade prestando apoio nos atendimentos em Maripá e segundo ele, os prejuízos foram materiais, com poucos atendimentos médicos: “Nós com o SAMU a gente trabalha sempre com equipes reservas para serem acionadas em casos de tempestades que nem aconteceu aqui em Maripá, mas graças a Deus ontem a noite tive aqui agora também pela manhã na parte médica, tem sido tranquilo, é mais é destruição de bens, de casas, a gente tá vendo aí a cidade em si. Na parte de de acidentados, machucado, um ou dois casos e que também Palotina vai dar suporte. Então a gente tá dando aqui um reforço na área principalmente de saúde e também nos distribuir. Nós mandamos aqui ontem uma equipe também da Defesa Civil de Palotina
para dar uma força para o pessoal que realmente foi muito triste o que aconteceu nessa noite aqui no município de Maripá”, detalha Luiz Ernesto.

FESTA DO MUNICÍPIO E ARRANCADÃO DE TRATORES CANCELADOS

A festa em comemoração aos 32 anos de Maripá que iria acontecer neste fim de semana, junto com um show e o arrancadão de tratores foi cancelada: “Agora vamos cuidar da nossa cidade, das nossas pessoas e lá na frente vamos falar sobre a festa”, finalizou o prefeito Rodrigo.

Além dos estragos na cidade e no campo, no Centro de Eventos, conhecido como “Amarelão” o granizo também deixou destruição.

(Débora Damasceno/Sou Agro)

 

Clique aqui e receba notícias do agronegócio em seu celular

Se conecte com nossas redes sociais:

Publicidade

Publicidade

Copyright © 2021 Sou Agro | CNPJ: 39.541.312/0001-48 — Todos os direitos reservados.

Sou Agro

AD BLOCKER DETECTED

Percebemos que você tem um adblocker habilitado que restringe os anúncios veiculados no site.

Please disable it to continue reading Sou Agro.