ESPECIAIS

Coração de porco salva vida de paciente

Compartilhar

 

#souagro | Uma cirurgia de transplante inédita salvou a vida de um homem de 57 anos. Ele passa bem três dias depois de receber nada menos que o coração de um porco. O caso foi registrado em Maryland, nos Estados Unidos. O coração é de um porco geneticamente modificado, de acordo com informações prestadas pela Escola de Medicina da Universidade de Maryland, por meio de comunicado à imprensa emitido segunda-feira (10).

O paciente, David Bennett, tinha uma doença cardíaca terminal e o coração do porco era a última alternativa de sobrevivência. Após a revisão dos registros médicos Bennett foi diagnosticado inelegível para o transplante de um coração convencional ou então a bomba de coração artificial.

“Não tinha escolha. Era morrer ou fazer esse transplante. É um tiro no escuro, mas a única escolha que me restava”, disse o paciente, antes de ir para a sala de cirurgia. A autorização de emergência para a realização do procedimento no dia 31 de dezembro foi emitida pela Food and Drug Administration, órgãos dos Estados Unidos, assim como a Anvisa, no Brasil.

Genes responsáveis pela rejeição de órgãos de porco pelo sistema imunológico humano foram removidos e outro, foi retirada para evitar o crescimento excessivo do tecido cardíaco de porco. Paralelamente, seis genes humanos foram inseridos para que o paciente pudesse responder bem ao transplante.

 

 

Médicos vão monitorar Bennett por semanas para acompanhar o quadro evolutito. Se tudo correr bem, essa é uma alternativa para fazer frente à interminável fila de espera de pacientes pelo órgão, uma vez que não há coração de humano suficiente para atender a toda a demanda existente.

(Vandré Dubiela/Sou Agro, com agências)

Clique aqui e receba notícias do agronegócio em seu celular

Se conecte com nossas redes sociais:

Publicidade

Publicidade

Copyright © 2021 Sou Agro | CNPJ: 39.541.312/0001-48 — Todos os direitos reservados.

Sou Agro

AD BLOCKER DETECTED

Percebemos que você tem um adblocker habilitado que restringe os anúncios veiculados no site.

Please disable it to continue reading Sou Agro.