ESPECIAIS

Força tarefa é criada para evitar extinção de abelha ameaçada

Compartilhar

#souagro| Desde dezembro de 2014, a abelha Uruçu Amarela do Cerrado, sem ferrão, capaz  de produzir até cinco quilos de mel por colônia ao ano está ameaçada de extinção. Mas isso não deve acontecer se depender da força tarefa montada pelos pesquisadores e técnicos da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia (DF), de instituições parceiras e criadores de espécies de abelhas nativas em uma pesquisa inédita para evitar o fim da espécie.

O inseto é responsável pela polinização de imensas áreas naturais e agrícolas e pela renda de pequenos produtores e agricultores familiares. Sua raridade, na natureza e na meliponicultura (criação racional de abelhas nativas sem ferrão), faz com que seus produtos tenham maior valor agregado.

 

A equipe envolvida na pesquisa quer detectar o grau de risco de desaparecimento da abelha e discutir e estabelecer critérios para criar um plano de manejo sustentável, que possibilite a conservação. O trabalho abrange, entre outros estudos, análises genômicas e genéticas de populações do inseto.

 

Campanha para salvar a Uruçu Amarela do Cerrado

Uma campanha está sendo feita junto aos meliponicultores para que eles colaborem repassando aos pesquisadores a indicação de onde há ninhos naturais.  E, ao mesmo tempo, para que cedam material dos seus ninhos para enriquecimento da pesquisa e geração de maior número de dados. “As localizações dos ninhos naturais e dos meliponários, bem como a identidade dos meliponicultores, são informações mantidas sob sigilo. Não há divulgação dos dados, pois assim evitamos saques dos ninhos naturais da espécie”, explica Pires, enfatizando que o estudo tem finalidade estritamente científica.

 

As abelhas coletadas são levadas, para análises genômicas e de genética de populações. Após a análise científica, o próximo passo será convidar os meliponicultores, a comunidade científica e os órgãos reguladores para juntos tomarem conhecimento do grau de risco detectado e discutirem critérios para elaboração de um plano de manejo que possibilite a conservação da Uruçu Amarela do Cerrado.

“O levantamento de dados desse projeto é estratégico para viabilizar ações de prevenção ou mitigação de risco ambiental irreparável e de valor inestimável, com suporte direto a políticas públicas.”, assegura a líder da pesquisa

(Débora Damasceno/Sou Agro com Embrapa)

 

(Fotos: Embrapa)

Clique aqui e receba notícias do agronegócio em seu celular

Se conecte com nossas redes sociais:

Publicidade

Publicidade

Copyright © 2021 Sou Agro | CNPJ: 39.541.312/0001-48 — Todos os direitos reservados.

Sou Agro

AD BLOCKER DETECTED

Percebemos que você tem um adblocker habilitado que restringe os anúncios veiculados no site.

Please disable it to continue reading Sou Agro.