ESPECIAIS

Governo pede liberação de crédito suplementar de R$ 2,5 milhões para a agricultura

Compartilhar

#souagro| Um crédito suplementar de R$ 2,5 milhões, este foi o projeto enviado pelo Governo Federal para o Congresso Nacional. De acordo com a publicação, se a liberação for aprovada, o crédito ficará disponível para apoio ao pequeno e médio produtor por meio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) que deve disponibilizar meios para auxiliar esses produtores com o dinheiro.

 

crédito

 

O despacho do governo diz o seguinte: “Encaminhamento ao Congresso Nacional do texto do projeto de lei que “Abre ao Orçamento Fiscal da União, em favor do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, crédito suplementar no valor de R$ 2.500.000,00, para reforço de dotação constante da Lei Orçamentária vigente”.

Essa abertura de crédito suplementar não deve afetar o teto de gastos nem o cumprimento da meta de resultado primário, segundo a Secretaria Geral. É que esse valor é de remanejamento entre despesas primárias.

 

CRÉDITO PARA O PLANO SAFRA

Lembrando que no último dia 20, o valor de R$ 1,2 bilhão para equalização de juros do Plano Safra foi publicado no diário oficial em edição extra. No documento, o ministro da economia autorizou a estabelecer as condições para o pagamento de equalização de taxas de juros que trata de financiamentos rurais concedidos a partir da data de publicação da portaria até 30 de junho de 2023, no âmbito do Plano Safra 2022/2023.

Na publicação constam 11 bancos e cooperativas de crédito autorizados a operar as linhas de créditos com equalização de juros. Ainda nesta quarta-feira (20), essas instituições financeiras devem receber do Tesouro Nacional a autorização para iniciar os contratos.

Com recursos distribuídos totalizando R$ 115,8 bilhões, os bancos e cooperativas autorizados a conceder as contratações são: Banco do Brasil com R$ 41,4 bilhões, Banrisul com R$ 2 bilhões, BDMG com R$ 30 milhões , BNDES com R$ 19,8 bilhões, BRDE com R$ 490 milhões, Caixa com R$ 11,8 bilhões, Credialiança com R$ 36 milhões , Credicoamo com R$ 127 milhões, Cresol com R$ 848,7 milhões, Sicoob com R$ 24 bilhões e Sicredi com R$ 14,9 bilhões.

 

(Débora Damasceno/Sou Agro com Agências)

(Foto: reprodução)

Clique aqui e receba notícias do agronegócio em seu celular

Se conecte com nossas redes sociais:

Publicidade

Publicidade

Copyright © 2021 Sou Agro | CNPJ: 39.541.312/0001-48 — Todos os direitos reservados.

Sou Agro

AD BLOCKER DETECTED

Percebemos que você tem um adblocker habilitado que restringe os anúncios veiculados no site.

Please disable it to continue reading Sou Agro.