ESPECIAIS

Dezenas de propriedades rurais seguem sem energia elétrica no oeste

Compartilhar

#souagro | Dezenas moradores do interior de Maripá reclamam da falta de energia, decorrentes do temporal que atingiu o Paraná sexta-feira (22). Conforme relatos de alguns produtores, além de toda produção de milho perdida, estão gastando bastante combustível para manter os geradores ligados.

“Até agora estamos sem energia. Meu filho tem um gerador no nosso sítio, só assim que conseguimos ter um fio de luz, mas tá gastando bastante óleo. O gerador está ligado desde a hora do temporal, ele gasta aproximadamente entre 13 e 14 litros de diesel por hora, já foram gastos mais de 1200 litros de óleo até agora”, relata Donaldo Leitzke, produtor rural.

 

 

Ainda, de acordo com o vice-presidente do Sindicato Rural de Palotina e região, Edmilson Zabotti, ele conversou com a Companhia Paranaense de Energia, que disseram estar trabalhando para restabelecer tudo.

“Algumas regiões rurais ainda estão sem energia, usando gerador desde sexta-feira (22), quando iniciou o processo do temporal. Nenhum técnico passou nas propriedades dizendo quanto tempo vai voltar a energia”, comenta Zabotti.

 

 

Em nota a Copel informa aos consumidores de Maripá, que um ponto de atendimento foi criado na Prefeitura Municipal para solicitação de serviços emergenciais relacionados ao temporal ocorrido na última sexta-feira (22).

O horário de atendimento será das 8h às 11h30 e das 13h às 17h. O ponto estará estabelecido na Prefeitura até sexta-feira (29).

De acordo com a Copel, até o momento foram registrados 93 postes quebrados, sendo 61 deles já substituídos. 270 unidades consumidoras ainda estão sem energia.

 

 

(Ageiél Machado)

Clique aqui e receba notícias do agronegócio em seu celular

Se conecte com nossas redes sociais:

Publicidade

Publicidade

Copyright © 2021 Sou Agro | CNPJ: 39.541.312/0001-48 — Todos os direitos reservados.

Sou Agro

AD BLOCKER DETECTED

Percebemos que você tem um adblocker habilitado que restringe os anúncios veiculados no site.

Please disable it to continue reading Sou Agro.