Agricultura Digital pode trazer mais eficiência nas propriedades

Compartilhar

#souagro| A tecnologia é uma grande aliada da agricultura. Muitas soluções utilizadas atualmente, ajudam a melhor a produtividades nas propriedades rurais. Por conta disso, o tema é foco de muitas pesquisas e tem trazido ótimos resultados.

Prova disso é a agricultura digital que tem se tornado uma realidade cada vez mais comum e segundo o Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), quem a utiliza tem vantagem competitiva.

 

A Agricultura Digital pode auxiliar na eficiência operacional na propriedade, na gestão e em outros fatores, como a sustentabilidade. No primeiro ponto, um exemplo é o uso de drones em substituição à pulverização tradicional ou por aeronaves. Inclusive, tecnologias para aplicação de defensivos são as que mais têm evoluído, produtores têm à disposição, equipamentos e sensores no trator para que se possa medir o fluxo da calda, regular a velocidade da máquina e a pressão do pulverizador.

A gestão da propriedade também pode avançar mais por meio da Agricultura Digital quando ferramentas facilitam a coleta e a análise de dados. Produtores podem usar programas para conseguir as informações e planejamento das atividades, compra e venda de insumos, de produtos e da produção, previsão climática, estimativas de produção e/ou produtividade e detecção e/ou controle de pragas e plantas daninhas.

 

Também há avanços na sustentabilidade, como a oferta de agrobiológicos para o controle fitossanitário da propriedade (biopesticida, bio-herbicida, bioinseticida e bionutrientes), muitos destes produtos já estão à disposição do setor e outras opções estão em testes.

No setor de hortifrúti, uma inovação bastante conhecida e já difundida é o comércio eletrônico, mas a agricultura urbana, hortas verticais, mercado de créditos de carbono, fazendas produtoras de energia limpa, financiamento coletivo, entre outros, são novas opções já à disposição do setor.

Ainda que a Agricultura Digital possa promover diversas facilidades, agentes do setor  precisam mobilizar os setores acadêmico, de serviços, de produção/comércio e consultores a dedicarem mais esforços para que essa nova era avance ainda mais rápido.

(Débora Damasceno/Sou Agro com Cepea)

 

(Fotos: Embrapa)

 

Compartilhe em suas redes sociais:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

Clique aqui e receba notícias do agronegócio em seu celular

Se conecte com nossas redes sociais:

Publicidade

Publicidade

Copyright © 2021 Sou Agro | CNPJ: 39.541.312/0001-48 — Todos os direitos reservados.

Sou Agro

AD BLOCKER DETECTED

Percebemos que você tem um adblocker habilitado que restringe os anúncios veiculados no site.

Please disable it to continue reading Sou Agro.