Saiba como está o desempenho das exportações das carnes brasileiras

Compartilhar

#souagro| Os detalhes sobre o desempenho do mercado externo das carnes brasileiras aponta bons resultados, apesar de algumas dificuldades nos últimos meses. A avaliação é feita pelo MAPA junto à SECEX/ME aponta que entre janeiro e julho deste ano as exportações das carnes bovina, de frango e suína – considerados produtos in natura e industrializados – foram superiores a 4,780 milhões de toneladas, aumentando 6,7% em relação aos mesmos sete meses de 2021.

Poderia ter sido mais não fosse a redução, compreensível, das exportações de carne suína, cujo volume apresenta, até aqui, redução próxima de 10%. Mas esse recuo foi parcialmente neutralizado pela carne de frango (que aumentou 5,77%) e totalmente revertido pela carne bovina, cujo volume foi quase 18% maior.

 

O bom desempenho da carne bovina se estendeu também ao preço, valorizado neste ano em cerca de 24%. Mas, sob este aspecto, o melhor resultado foi o da carne de frango, com preço médio valorizado em 26%. Já a carne suína sofreu também com a queda de preço, 9% inferior ao alcançado entre janeiro e julho do ano passado.

O corolário desses desempenhos foi uma receita cambial quase um terço maior que a registrada no mesmo período de 2021. E, aqui, metade dos (quase) US$14,6 bilhões auferidos veio da carne bovina, cuja receita cambial aumentou mais de 45% neste ano, superando os US$7,4 bilhões.

 

A contribuição da carne de frango correspondeu a pouco mais de 37% da receita total. Ela gerou, até aqui, receita muito próxima de US$5,5 bilhões, alcançando valor que significou aumento anual de 33% e que corresponde (em sete meses) a 92% da receita total registrada nos doze meses de 2020.

Ao sofrer queda tanto no volume quanto no preço médio, a carne suína, infelizmente, registrou redução também na receita cambial, 16,5% inferior à de um ano atrás. E isso, claro, impactou negativamente sua participação na receita cambial das carnes, pois ela recuou de 14,30% no ano passado para apenas 9,05% neste ano.

(Débora Damasceno/Sou Agro com Avisite)

(foto: reprodução internet)

Clique aqui e receba notícias do agronegócio em seu celular

Se conecte com nossas redes sociais:

Publicidade

Publicidade

Copyright © 2021 Sou Agro | CNPJ: 39.541.312/0001-48 — Todos os direitos reservados.

Sou Agro

AD BLOCKER DETECTED

Percebemos que você tem um adblocker habilitado que restringe os anúncios veiculados no site.

Please disable it to continue reading Sou Agro.