ESPECIAIS

VÍDEO: Produtor flagra perseguição de aeronave em área rural

Compartilhar

#souagro| Um produtor rural flagrou uma perseguição de uma aeronave em área rural. O produtor filmou o exato momento em que o avião carregado com cerca de 500 quilos de cocaína passa e, logo atrás dele, uma aeronave da FAB (Força Aérea Brasileira). 

A perseguição e a intercepção do avião ocorreram no Mato Grosso do Sul. A aeronave de pequeno porte entrou no espaço aéreo brasileiro sem autorização.

Dois aviões de defesa aérea A29 Super Tucano foram empregadas para o monitoramento e a interceptação do avião.

 

Segundo a Força Aérea Brasileira, por volta de 12h36 de domingo, no Mato Grosso do Sul, o avião entrou no espaço aéreo brasileiro sem autorização.

A partir da determinação de perseguição, os pilotos da FAB fizeram contato com o avião, mas foram ignorados. A partir de então, a aeronave foi considerada suspeita e foram ordenadas mudanças de rota e pouso obrigatório em aeródromo específico.

A partir de então, o avião foi considerado suspeito, e foi ordenada a mudança de rota e o pouco obrigatório em um aeródromo específico.

 

O piloto ignorou a ordem e foi disparado um tiro de aviso. Sem retorno, o avião foi considerado hospital e foram feitos os procedimentos de tiro de detenção.

Confira o vídeo da perseguição:

 

O avião entrou no espaço aéreo do Brasil pela fronteira de Mato Grosso do Sul. Ele fez um pouso forçado em São Paulo.

A Polícia Federal foi acionada, mas só encontrou o avião abandonado. Dentro dele, foram encontrados mais de 500 quilos de pasta base de cocaína. O piloto e mais um homem fugiram do local.

 

(Tatiane Bertolino/Sou Agro)

Foto e vídeo: Portal Palotina

Clique aqui e receba notícias do agronegócio em seu celular

Se conecte com nossas redes sociais:

Publicidade

Publicidade

Copyright © 2021 Sou Agro | CNPJ: 39.541.312/0001-48 — Todos os direitos reservados.

Sou Agro

AD BLOCKER DETECTED

Percebemos que você tem um adblocker habilitado que restringe os anúncios veiculados no site.

Please disable it to continue reading Sou Agro.