Advertisement

Pomar usa drone, robô e trator autônomo

Compartilhar

 

A Webull Intelligent Technology, empresa chinesa de robótica, apresentou a jornalistas seu protótipo de fazenda online, também chamada “ghost farm”, na região de Qindao, na China.

O pomar-conceito cultiva pêssegos e combina diversas tecnologias para permitir manejo totalmente online e até 70% menos mão de obra.

Entre os recursos estão robôs, drones, trator autônomo, dados em nuvem, sensores e softwares de inteligência artificial e visão computacional.

Nos últimos anos, a China está promovendo o desenvolvimento de sua agricultura por meio de forte investimento em ciência e tecnologia, uma vez que o país não é autossuficiente em alimentos.

Segundo a empresa, o objetivo é aumentar a renda do agricultor e obter soluções inteligentes pois uma produção agrícola eficiente e inteligente tornou-se um desafio vital.

A Webull Intelligent Technology é especializada na pesquisa e desenvolvimento de robôs agrícolas autônomos.

Por meio de computação em nuvem, suas soluções podem controlar os veículos não tripulados no campo remotamente e realizar o gerenciamento de todo o processo de cultivo, como pulverização, controle de ervas daninhas e colheita.

Deste modo, segundo a empresa, o modelo pode substituir 70% do trabalho manual, além de elevar a eficiência e produtividade por meio da coleta de dados em tempo real sobre todos os aspectos da produção agrícola.

Um dos exemplos é o Robô Webull que é equipado com módulos de visão computacional, sensores para controle de movimento, planejamento e interação. Ou seja, coleta as informações sobre a lavoura por sensores e as processa em uma unidade de computação central no próprio robô.

Os leitores são capazes de escanear uma área de 1 m² em 0,2 segundos e colher cada fruta em 4 segundos com 96% de acerto, quando considerados os dois braços.

Já o trator autônomo Webull Tank adota chassi de esteira com acionamento elétrico e tem capacidade do tanque de 900 litros e velocidade de 6 km/h. A velocidade é ideal para pulverização padronizada de pomar, corte, transporte, colheita e coleta de dados de plantas.

Segundo a Webull, o trator pode construir um mapa de cena, posicionar-se e navegar em tempo real, além de planejar o caminho de forma independente.

Yin Benqiang, CEO da Qingdao Webull Inelligence, disse que a combinação de tecnologia autônoma e agricultura vai resolver o problema da mão de obra agrícola no futuro.

 

Fonte: Canal Rural

Clique aqui e receba notícias do agronegócio em seu celular

Se conecte com nossas redes sociais:

Publicidade

Publicidade

Copyright © 2021 Sou Agro | CNPJ: 39.541.312/0001-48 — Todos os direitos reservados.