Ministra volta a Cascavel em fevereiro

Compartilhar

 

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, confirmou no fim da manhã desta quinta-feira que estará em Cascavel no início de fevereiro para prestigiar a 34ª edição do Show Rural Coopavel. O convite à ministra foi feito pelo presidente Dilvo Grolli e oficializado durante evento, na presença de inúmeros líderes do agronegócio, que tratou sobre perdas das safras de verão no Oeste e no Paraná.

fevereiro
Ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, recebeu convite do Show Rural das mãos de Dilvo Grolli

Tereza Cristina considera o Show Rural como um monumento ao agronegócio. “É um exemplo de organização, de inovação e de prosperidade, três dos termos que melhor definem a pujança e a essência da agricultura e da pecuária brasileira”. Há três anos, a ministra esteve em Cascavel para conhecer o Show Rural. Ela ficou um dia inteiro no parque e, ao lado de Dilvo e de outras autoridades, pôde conhecer com detalhes o que é a importância do evento.

“Ficamos muito felizes com a confirmação, porque a ministra Tereza Cristina é uma profunda conhecedora do agronegócio mundial e sabe da importância das novas tecnologias para produzir mais, melhor e com menos custos”, destaca o presidente da Coopavel. A ministra não informou o dia que estará em Cascavel, mas garantiu que desde já reserva espaço em sua agenda para vir à região e ver de perto as novidades. O evento será de 7 a 11 de fevereiro e acontecerá em uma área de 720 mil metros quadrados. Neste ano, serão 400 expositores.

No encontro organizado pelo Sindicato Rural em parceria com a Ocepar e Faep, a ministra ouviu relatos detalhados sobre as perdas de cerca de 60% nas safras de soja e milho no Oeste – atingem também Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul. O presidente Dilvo Grolli falou da importância das cooperativas paranaenses, que movimentam mais de R$ 100 bilhões por ano, e por onde passam mais de 65% dos grãos colhidos no Estado.

 

 

O secretário de Estado da Agricultura, Norberto Ortigara, e o vice-governador Darci Piana, também falaram das consequências desse momento difícil e afirmaram que, ao lado do governo federal e do Ministério da Agricultura, o Paraná coloca-se à disposição para ajudar a enfrentar a crise que atingirá os mais diferentes setores. “Os prejuízos estarão presentes, além das propriedades rurais, na indústria e também no comércio”, pontuou Piana.

“Estou aqui para ouvir e, de forma conjunta, pensarmos maneiras de amenizar essa situação. São várias boas ideias que passamos a estudar e que poderão vir a ser implementadas, a exemplo de um fundo garantidor para minimizar os impactos das perdas. O período é difícil, mas vamos superá-lo e sair dele mais fortes”, afirmou Tereza Cristina. O agro é uma das molas propulsoras da economia do País e o governo federal fará tudo o que puder para amenizar as consequências desse momento crítico e contribuir para o contínuo fortalecimento dessa cadeia, disse a ministra da Agricultura.

 

(Comunicação Coopavel)

Clique aqui e receba notícias do agronegócio em seu celular

Se conecte com nossas redes sociais:

Publicidade

Publicidade

Copyright © 2021 Sou Agro | CNPJ: 39.541.312/0001-48 — Todos os direitos reservados.

Sou Agro

AD BLOCKER DETECTED

Percebemos que você tem um adblocker habilitado que restringe os anúncios veiculados no site.

Please disable it to continue reading Sou Agro.