Geada castiga 70% do milho da região e saca deve superar R$ 100  

Compartilhar

 

#souagro | Como se já não bastasse as perdas ocasionadas pelo longo período de estiagem nos primeiros meses do ano, responsáveis por uma quebra estimada de 35% da produção regional do milho safrinha, agora, as geadas registradas nos últimos dias, com temperaturas nunca vistas antes nos municípios, castigaram ao menos 70% de áreas cultiváveis com a cultura em todo o oeste. O reflexo disso, será o preço da saca a patamares superiores a R$ 100. Quem explica é o supervisor agronômico da C.Vale, engenheiro agrônomo Enoir Cristiano Pellizzaro.

“A sensação térmica registrada é uma das mais intensas, desde 2000, quando ocorreram 13 geadas seguidas nessa época do ano. Apesar deste número, não chegou a ser tão intensa como as verificadas nos últimos dias”, destaca o supervisor agronômico da C.Vale. E não foi somente o Paraná que sentiu “na pele” os efeitos devastadores da geada. Outros estados como o Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, São Paulo, Minas Gerais e Goiás também sentiram os efeitos da queda da temperatura e geada.

Geada cobriu as lavouras de milho. Foto: Almir Trevisan/C.Vale

A dano foi maior nas lavouras da região, principalmente pelo fato da cultura estar mais suscetível a perdas, uma vez que houve um atraso no plantio, resultado do efeito dominó causado pelo atraso no plantio da soja, comprometendo o zoneamento. “Grande parte das lavouras terão uma produção pouco expressivo e aliado a isso, a qualidade nutricional do grão também tende a cair”. Em 30, 40 dias, a previsão é que a saca do milho atinja um patamar superior a R$ 100.  

(Vandré Dubiela/Sou Agro)

 

 

Notícias relacionadas:

Compartilhe em suas redes sociais:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

Clique aqui e receba notícias do agronegócio em seu celular

Se conecte com nossas redes sociais:

Publicidade

Publicidade

Copyright © 2021 Sou Agro | CNPJ: 39.541.312/0001-48 — Todos os direitos reservados.

Sou Agro

AD BLOCKER DETECTED

Percebemos que você tem um adblocker habilitado que restringe os anúncios veiculados no site.

Please disable it to continue reading Sou Agro.