Novo método da Conab vai avaliar produtividade de trigo na safra 2022

Compartilhar

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) já deu início ao planejamento para realizar, em outubro, uma operação de campo para visitar lavouras de trigo no Rio Grande do Sul. Trata-se de um projeto piloto para realizar um levantamento da produtividade do trigo de forma objetiva em locais selecionados aleatoriamente, de forma a garantir a evolução constante da metodologia, alinhada com padrões internacionais. O anúncio foi feito no evento Levantamento Objetivo da Safra de Soja 2021/2022, durante a 45ª edição da Expointer, que ocorre no município gaúcho de Esteio.

A metodologia a ser utilizada nas lavouras de trigo deverá ser semelhante ao levantamento de produtividade de soja já realizado pela Companhia no Estado. No início deste ano, os técnicos da estatal percorreram as lavouras da oleaginosa a fim de apurar in loco os impactos das condições climáticas adversas no desenvolvimento da cultura no estado gaúcho. O mesmo ocorreu no Paraná, Santa Catarina e em parte do Mato Grosso do Sul. Apenas no Rio Grande do Sul, a quebra na safra de soja chegou a 56,2%, com uma colheita estimada em 9,11 milhões de toneladas na safra 2021/22, frente a um volume colhido de 20,79 milhões de toneladas no ciclo 2020/21.

 

O trabalho foi realizado em parceria com instituições do setor dos quatro estados envolvidos. No Rio Grande do Sul, a Conab contou com o apoio da Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul (Farsul), enquanto que no Paraná a colaboração foi do Departamento de Economia Rural (Deral-PR) e o Instituto de Desenvolvimento Rural (IDR-Paraná). Em Mato Grosso do Sul, a cooperação foi realizada entre a Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja) e a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado (Famasul) e, em Santa Catarina, a Companhia contou com o auxílio da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Epagri).

Perspectivas para o arroz

Durante a Expointer, a Conab também mostrou os cenários que se apresentam para os produtores de arroz do estado. O gerente de Produtos Agrícolas da Companhia, Sérgio Roberto Gomes, lembra que a expectativa é que a área cultivada para o grão apresente uma nova redução na safra 2022/23. Essa queda é influenciada pelo custo de produção mais alto, o que leva os agricultores a optar por culturas que apresentam melhores estimativas de rentabilidade e liquidez, como milho e soja. Ainda assim, a produção na safra 2022/23 deve ficar em torno de 11,2 milhões de toneladas, dada a possibilidade de recuperação na produtividade em relação à 2021/22, que sofreu com a falta de recursos hídricos para o seu bom desenvolvimento.

 

A Expointer é um evento agropecuário de destaque nacional e internacional, realizado no Parque Estadual de Exposições Assis Brasil, em Esteio/RS. Reconhecida como um dos maiores eventos do mundo no gênero, é considerada a maior feira a céu aberto da América Latina. O evento reúne diferentes públicos, desde produtores rurais, trabalhadores das propriedades agrícolas, profissionais da agroindústria, engenheiros agrônomos, pesquisadores, estudantes de escolas técnicas e universidades, público urbano, lideranças do setor, assim como os representantes das principais instituições do agronegócio.

(Débora Damasceno/Sou Agro  com Conab)

(Foto: Envato)

Compartilhe em suas redes sociais:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

Clique aqui e receba notícias do agronegócio em seu celular

Se conecte com nossas redes sociais:

Publicidade

Publicidade

Copyright © 2021 Sou Agro | CNPJ: 39.541.312/0001-48 — Todos os direitos reservados.

Sou Agro

AD BLOCKER DETECTED

Percebemos que você tem um adblocker habilitado que restringe os anúncios veiculados no site.

Please disable it to continue reading Sou Agro.