ESPECIAIS

Após período de estabilidade, preço do ovo fecha julho em baixa

Compartilhar

#souagro| Depois de um período de estabilidade, o preço do ovo comercial caiu na última semana de julho.

Os dados são do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada) da USP (Universidade Estadual de São Paulo).

Por conta do período de fim de mês, a demanda pelo ovo foi menor e por isso pressionou os valores. Além disso, o poder de compra limitado da população frente à elevada inflação atual restringiu o consumo de modo geral.

 

E com esses fatores, segundo o Cepea, muitos vendedores intensificaram os descontos nos últimos dias, procurando garantir as vendas e evitar sobra de ovos na virada do mês.

Outros produtos

A pesquisa do Cepea indica alta da cotação da raiz da mandioca, que subiu em julho por conta da oferta abaixo das expectativas, principalmente a oferta da indústria da fécula. Os preços médios mensais do produto completam um ano de elevações consecutivas. De 25 a 29 de julho, o valor médio nominal a prazo da tonelada de mandioca posta fecularia foi de R$ 923,69, 1% a mais que a média da semana anterior.

 

O preço médio nominal de julho subiu 7,2% frente ao de junho.

(Tatiane Bertolino/Sou Agro)

Clique aqui e receba notícias do agronegócio em seu celular

Se conecte com nossas redes sociais:

Publicidade

Publicidade

Copyright © 2021 Sou Agro | CNPJ: 39.541.312/0001-48 — Todos os direitos reservados.

Sou Agro

AD BLOCKER DETECTED

Percebemos que você tem um adblocker habilitado que restringe os anúncios veiculados no site.

Please disable it to continue reading Sou Agro.