ESPECIAIS

Programa atende famílias rurais em vulnerabilidade

Compartilhar

 

Com o objetivo de proporcionar atividades de inclusão produtiva no meio rural para grupos familiares em situação de vulnerabilidade social, a Secretaria de Justiça, Família e Trabalho lançou o projeto Inclusão Produtiva Solidária. O valor liberado para essa primeira etapa do programa foi de R$ 1.080.000,00, destinado a incentivar a melhoria da qualidade de vida e os projetos agrícolas de 270 famílias rurais em 33 municípios do Estado.

A iniciativa, que integra o programa Nossa Gente Paraná, é uma parceria com a Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento e o Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná-Iapar-Emater (IDR-Paraná).

“Seguir proporcionando a melhoria da qualidade de vida das famílias rurais e em situação de vulnerabilidade, assim como realizar atividades de inclusão produtiva no meio rural, é o principal objetivo desse projeto, que se baseia nos bons resultados do projeto Renda Agricultor”, disse o secretário da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost.

As famílias participantes receberão um apoio financeiro de R$ 1 mil até R$ 4 mil, conforme a necessidade para atingir o seu objetivo. O recurso é liberado a partir da elaboração de um projeto de geração de renda de cada grupo de familiar.

Para participar a família rural em situação de vulnerabilidade deve ter renda de até R$ 178,00 ou já ter participado do Renda Agricultor de forma satisfatória, independente da renda atual. O projeto também contempla famílias indígenas e quilombolas, levando em consideração suas características culturais.

“Com os projetos produtivos coletivos, o Estado pretende apoiar o fortalecimento dos vínculos comunitários e familiares e estimular entre as famílias uma cultura de geração solidária de renda, empreendedorismo rural e autogestão”, explicou Everton de Oliveira, coordenador dos projetos do Renda Agricultor Familiar e do Inclusão Produtiva Solidária.

No total, serão destinados R$ 2.240.000,00 para o programa, em dois repasses, com a previsão da liberação do segundo montante até o final de 2021. Os recursos do projeto Inclusão Produtiva Solidária são financiados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

As famílias participantes do projeto deverão fazer a capacitação oferecida pelo IDR-Paraná. Devido ao período de pandemia, em alguns municípios a capacitação será realizada em um segundo momento.

 

Foto: Geraldo Bubniak/AEN

 

Clique aqui e receba notícias do agronegócio em seu celular

Se conecte com nossas redes sociais:

Publicidade

Publicidade

Copyright © 2021 Sou Agro | CNPJ: 39.541.312/0001-48 — Todos os direitos reservados.

Sou Agro

AD BLOCKER DETECTED

Percebemos que você tem um adblocker habilitado que restringe os anúncios veiculados no site.

Please disable it to continue reading Sou Agro.