Produção de leite orgânico envolve assentamentos do oeste

Compartilhar

 

A Universidade Estadual do Oeste do Paraná é hoje uma das principais forças em prol do desenvolvimento sustentável no setor rural.  A Instituição atua por meio de projetos de pesquisa, de extensão e práticas de ensino com técnicas voltadas à agroecologia, na produção de alimentos e também em pecuária orgânica.  Dados da FAO (Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação) indicam que um terço dos solos do mundo está degradado e a universidade entra nessa luta mundial de preservação e restauração ecológica

Entre as tantas ações, destaca-se o Projeto “Produção de leite de base agroecológica em assentamentos rurais no oeste do Paraná”, produtores e familiares na região de forma indireta, desenvolvido de forma permanente, cadastrado junto à Pró-Reitoria de Extensão, mas também com grande alcance na pesquisa. O projeto está vinculado aos cursos de Zootecnia, Programa Stritco Sensu em Zootecnia, curso de Agronomia e ao Núcleo de Estudos de Produção Agroecológica de Leite, todos em funcionamento no campus de Marechal Cândido Rondon.

A ação surgiu a partir de projetos aprovados pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, em associação com a Itaipu Binacional e o Programa Universidade Sem Fronteiras e atualmente está ativo em assentamentos os municípios de Vera Cruz do Oeste, Diamante do Oeste, Ramilândia e São Miguel do Iguaçu, em aproximadamente 7 mil hectares de terra.

O projeto do leite é desenvolvido pelos pesquisadores, sob a supervisão de doutores na área, a no assentamento rural Ander Rodolfo Henrique em Diamante do Oeste. No momento, a meta é conseguir desenvolver um leite totalmente orgânico.

O projeto agrega o assentamento Ander Rodolfo Henrique. Naquela área, há 108 famílias assentadas e distribuídas em uma área total de 3.097,69 hectares; o assentamento 16 de maio em Ramilândia formado por 220 famílias que ocupam uma área de 2.356 hectares e o Assentamento Antônio Companheiro Tavares, 80 famílias em 1.098 hectares de terra. O outro assentamento é o Santa Isabel.

 

Fonte e foto: Unioeste

Compartilhe em suas redes sociais:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

Clique aqui e receba notícias do agronegócio em seu celular

Se conecte com nossas redes sociais:

Publicidade

Publicidade

Copyright © 2021 Sou Agro | CNPJ: 39.541.312/0001-48 — Todos os direitos reservados.

Sou Agro

AD BLOCKER DETECTED

Percebemos que você tem um adblocker habilitado que restringe os anúncios veiculados no site.

Please disable it to continue reading Sou Agro.