ESPECIAIS

Conselho vê diversificação de alimentos como o maior desafio

Compartilhar

 

#souagro | Nunca na história de Cascavel a segurança alimentar e nutricional foi tão imprescindível como agora. A pandemia do novo coronavírus e seus reflexos, principalmente no campo econômico, deixou várias famílias na linha da miséria. Sem trabalhar, muitas foram obrigadas a recorrer a outras alternativas e às políticas públicas para garantir o alimento de cada dia para filhos e dependentes.

O Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional não tem medido esforços para garantir, juntamente com 16 entidades parcerias, recursos e programas capazes de atenuar o sofrimento destas famílias. Entretanto, existem alguns gargalos que precisam ser superados, como principalmente a falta de diversificação de alimentos. Cascavel sempre apresentou essa dificuldade. Apesar de todos os esforços, inclusive do Poder Público, é um grande desafio mudar essa consciência de produtor e convencê-lo a investir na produção de verduras e legumes.

VEJA A ENTREVISTA COM LEONIDIA ROMANI E JANE DALAGNOL:

A presidente do COMSEA, Leonidia Romani, resume em uma frase o trabalho desenvolvido pelo conselho atualmente: “Queremos descascar mais e desembalar menos”. Segundo ela, sem os produtos naturais provenientes de áreas próximas, a opção é “importar” itens de outros centros. Novamente, a diversificação de alimentos surge como saída para garantir um cardápio mais variado e nutritivo às famílias.

O COMSEA está vinculado à Secretaria de Saúde, composto por 16 membros representantes de instituições da sociedade, juntamente com a Câmara Intersetorial de Segurança Alimentar. No ano passado, o conselho interveio na entrega da produção de leite por parte das cooperativas, que realizavam este trabalho para as escolas. Com a suspensão das aulas, a produção deixou de ser entregue e o leite armazenado corria o risco de se desperdiçado. O conselho entrou em ação e mobilizou os seus membros, fazendo com que o leite fosse destinado ao mercado consumidor, na Feira do Pequeno Produtor e também destinado ao Hospital Universitário.

Antes da pandemia, o conselho também acompanhava a entrega de kits de alimentos, compostos por 12 itens, voltados a atender 30 mil alunos semanalmente nas escolas públicas. O acompanhamento é realizado ainda em relação ao PAA (Programa de Aquisição de Alimentos), envolvendo os restaurantes populares de Cascavel, estruturas que serve em média mais de 600 refeições diariamente.

O COMSEA audita e aprova os agricultores interessados em participar do PAA, dando o parecer técnico de viabilidade. Já foram identificados pelo conselho mais de 400 produtores aptos a prestar este serviço e comercializar para o PAA, com recursos das esferas municipal, estadual e federal. Pelo Mesa Brasil, foi possível em 2020 distribuir 20.269 quilos de alimentos às entidades. O conselho é presidido por Leonidia Romani e conta com Jane Dalagnol, na secretaria executiva. A próximo reunião do COMSEA será dia 14 de junho, no Sindicato Rural.

(Vandré Dubiela/Sou Agro)

 

Clique aqui e receba notícias do agronegócio em seu celular

Se conecte com nossas redes sociais:

Publicidade

Publicidade

Copyright © 2021 Sou Agro | CNPJ: 39.541.312/0001-48 — Todos os direitos reservados.

Sou Agro

AD BLOCKER DETECTED

Percebemos que você tem um adblocker habilitado que restringe os anúncios veiculados no site.

Please disable it to continue reading Sou Agro.