ESPECIAIS

Cultivo de pitayas é nova aposta de produtores paranaenses

Compartilhar

 

#souagro

 

Produzir pitaya tem sido cada vez mais comum em propriedades do Paraná. Produtores estão atraídos pelos bons preços pago pela fruta que também tem caído no gosto do consumidor pelo sabor e alto poder nutritivo. Luiz Eduardo Volpato, morador de Marialva, tinha a uva como principal fonte de renda, mas há cerca de 4 anos adaptou os parreirais para a produção da pitaya. As plantas e os frutos são exóticos, mas de uma beleza ímpar. A pitaya é uma fruta suculenta, com pequenas sementes em toda polpa com sabor doce.

“A pitaya é uma fruta apaixonante, porque responde aos nossos tratos com ela, bem como, porque ela é altamente nutricional”, observou o produtor.

Originária na América Central e no México, a pitaya (nome científico Cereus undatus) é uma fruta que cresce em pequenas árvores. É conhecida também como a fruta do dragão por causa da aparência escamosa, e suas flores, como flor da noite, devido a planta florescer durante a noite, com grandes flores brancas.

Outra aposta de Luiz Volpato nas pitayas é a utilização de menos agrotóxicos. “Hoje eu faço o tratamento com a homeopatia que tem me dado ótimos resultados e na questão orgânica, fazendo a adubação folear” destacou.

Luiz Volpato produz numa área de quatro hectares, sete mil pés de pitaya em 3.500 mourões, distribuídas em cinco parreiras. Ele trabalha as espécies vermelhas de polpas brancas, e polpas vermelhas.

Clique e assista a reportagem completa

 

Clique aqui e receba notícias do agronegócio em seu celular

Clique aqui e receba notícias do agronegócio em seu celular

Se conecte com nossas redes sociais:

Publicidade

Publicidade

Copyright © 2021 Sou Agro | CNPJ: 39.541.312/0001-48 — Todos os direitos reservados.

Sou Agro

AD BLOCKER DETECTED

Percebemos que você tem um adblocker habilitado que restringe os anúncios veiculados no site.

Please disable it to continue reading Sou Agro.