Recorde na exportação de carne suína demonstra grande potencial do mercado brasileiro

Compartilhar

#souagro| A semana foi marcada pelos resultados positivos do mercado da carne suína. Nós trouxemos aqui no Sou Agro que o abate de porcos bateu um recorde histórico  no segundo trimestre de 2022, segundo o resultado da Estatística da Produção Pecuária, divulgado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

O Paraná é o segundo maior produtor de suínos do Brasil, e o Oeste do estado tem grande contribuição nisso, afinal, Toledo, conhecida como cidade do porco está no topo do ranking estadual quando se fala em rebanho suíno.

 

Mas as notícias boas não pararam por aí, mesmo com muitas dificuldades nos últimos meses, o setor vem demonstrando recuperação. Prova disso é que além do ótimo resultado no abate, também teve recorde nas exportações em agosto, com 116,3 mil toneladas, é o maior volume já exportado pela suinocultura brasileira em um único mês, e supera em 27,7% o resultado alcançado em 2021, com 91 mil toneladas. Os dados são da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

VEJA O VÍDEO: 

 

Em receita, as exportações de agosto alcançaram US$ 269 milhões, número 28,7% superior ao registrado no oitavo mês de 2021, com US$ 209 milhões. No acumulado de 2022 (janeiro a agosto), as vendas internacionais de carne suína ainda perdem para 2021, totalizando  volume 4,5% menor que o mesmo período passado. Na receita acumulada neste ano, o número também ficou 11% menor do que o alcançado em 2021.

 

No levantamento por país, a China, principal destino das exportações do setor, importaram 49,2 mil toneladas em agosto, volume 16% superior ao registrado no mesmo período de 2021. Também foram destaques os embarques para Filipinas, com 11,5 mil toneladas (+381%), Vietnam, com 6,3 mil toneladas (+48%), Chile, com 6 mil toneladas (+6%) e Tailândia, com 4,8 mil toneladas (+8376%).

“A significativa alta das vendas de carne suína para a China em agosto se soma aos bons resultados em mercados como Chile, Tailândia, Vietnam e as Filipinas, que assumiu o segundo posto no ranking de principais destinos das exportações brasileiras em agosto. Os dados reforçam a perspectiva da ABPA de que o segundo semestre terá desempenho significativamente melhor que o registrado nos seis primeiros meses deste ano”, avalia o presidente da ABPA, Ricardo Santin.

(Débora Damasceno/Sou Agro com dados da ABPA)

 

(Foto: Envato)

Clique aqui e receba notícias do agronegócio em seu celular

Se conecte com nossas redes sociais:

Publicidade

Publicidade

Copyright © 2021 Sou Agro | CNPJ: 39.541.312/0001-48 — Todos os direitos reservados.

Sou Agro

AD BLOCKER DETECTED

Percebemos que você tem um adblocker habilitado que restringe os anúncios veiculados no site.

Please disable it to continue reading Sou Agro.