VÍDEO: Veja onde pode ter geada nesta terça-feira

Compartilhar

#souagro | Na terça-feira uma massa de ar frio avança pela Região Sul. Resfriamento bastante expressivo e forte declínio das temperaturas no Paraná. Há possibilidade para a formação de geada em vários pontos do Estado. Ressalta-se que o vento se mantém mais persistente e, associado ao ar mais gelado, pode provocar a ocorrência de “geada negra” entre o sudoeste e o centro-sul paranaense, fenômeno que é mais prejudicial para a agricultura.

De acordo com o engenheiro agrônomo, Ronaldo Coutinho, o tempo será de sol e pode haver geada nesta terça-feira (17). “Entre hoje à noite e amanhã pode ter formação de geada em grande parte do Paraná. Inclusive no Sudoeste pode iniciar o processo no finalzinho da noite, início e meio da madrugada, aumentar a nebulosidade e não amanhecer com geada. Dependendo da intensidade, o pessoal vai observar os danos daqui alguns dias” explica.

 

 

Assista à análise do tempo com Ronaldo Coutinho:

Conforme os dados do Simepar, para esta terça-feira (17), o dia amanhece gelado em todo o Estado. Os termômetros marcarão temperaturas entre 2ºC e 13ºC em Cascavel. Em Francisco Beltrão e Pato Branco as mínimas também serão próximas de 0ºC, está previsto para amanhecer com 2ºC e pode chegar aos 12ºC durante o dia.

 

Alerta IDR

O Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná — Iapar-Emater (IDR-Paraná), dão algumas dicas para quem planta café e outras culturas.

A recomendação para os plantios novos de café, com até seis meses de campo, é enterrar as mudas. Viveiros devem ser protegidos com camadas de cobertura plástica ou aquecimento — ou, ainda, a adoção das duas práticas simultaneamente.

Nos dois casos, lavouras novas e viveiros, a proteção deve ser retirada logo que a massa de ar frio se afastar e cessar o risco imediato de geada.
Nas lavouras com idade entre seis meses e dois anos, a recomendação aos produtores é amontoar terra no tronco das plantas até o primeiro par de folhas. Essa proteção deve ser mantida até meados setembro, e depois retirada com as mãos.

 

Outras culturas
Em hortaliças, leguminosas, árvores frutíferas tropicais recém-plantadas e outras culturas sensíveis à geada em que é viável fazer a proteção contra o frio intenso, utilizar técnicas como aquecimento, irrigação ou cobertura.
Essas mesmas práticas podem ser adotadas em viveiros de plantas sensíveis. Granjas de aves e suínos devem ser aquecidas.

 

(Ageiél Machado com IDR/Sou Agro)

 

 

(Foto: Valdelino Pontes)

 

Clique aqui e receba notícias do agronegócio em seu celular

Se conecte com nossas redes sociais:

Publicidade

Publicidade

Copyright © 2021 Sou Agro | CNPJ: 39.541.312/0001-48 — Todos os direitos reservados.

Sou Agro

AD BLOCKER DETECTED

Percebemos que você tem um adblocker habilitado que restringe os anúncios veiculados no site.

Please disable it to continue reading Sou Agro.