Mais de 70 mil toneladas de soja foram comercializadas

Compartilhar

A comercialização da safra 2021/22 de soja do Brasil envolve 56,6% da produção projetada, conforme relatório de SAFRAS & Mercado, com dados recolhidos até 11 de abril. No relatório anterior, com dados de 4 de março, o número era de 48,5%.

Em igual período do ano passado, a negociação envolvia 67,4% e a média de cinco anos para o período é de 57,4%. Levando-se em conta uma safra estimada em 125,08 milhões de toneladas, o total de soja já negociado é de 70,74 milhões de toneladas.

 

 

As vendas antecipadas da safra 2022/23 também avançaram no período. Levando-se em conta uma safra hipotética – o potencial inicial da atual temporada, sem levar em conta a quebra pela estiagem – de 144,7 milhões de toneladas, SAFRAS estima uma comercialização antecipada de 9,8%, envolvendo 14,14 milhões de toneladas. Em igual período do ano passado, a comercialização antecipada era de 14% e média para o período é de 17,8%. Em 4 de março, o número era de 7,1%.

 

     USDA

O relatório de abril do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) projetou safra mundial de soja em 2021/22 de 350,72 milhões de toneladas, contra 353,8 milhões em março. Os estoques finais estão estimados em 89,58 milhões de toneladas. O mercado esperava por estoques finais de 88,4 milhões de toneladas. Em março, o USDA indicou estoques de 89,96 milhões de toneladas.

 

 

A projeção do USDA aposta em safra americana de 120,71 milhões de toneladas, mantendo a previsão anterior. Para o Brasil, a previsão foi cortada de 127 milhões para 125 milhões de toneladas. A safra da Argentina está estimada em 43,5 milhões de toneladas, sem alterações em relação ao relatório anterior. O mercado esperava por produções de 125 milhões e 42,3 milhões, respectivamente.

As importações chinesas foram cortadas de 94 milhões para 91 milhões de toneladas.

O relatório indicou que a safra norte americana de soja deverá ficar em 4,435 bilhões de bushels em 2021/22, o equivalente a 120,71 milhões de toneladas. O número é o mesmo da estimativa anterior. A produtividade foi mantida em 51,4 bushels por acre.

 

 

Os estoques finais estão projetados em 260 milhões de bushels ou 7,07 milhões de toneladas. O mercado apostava em carryover de 254 milhões de bushels. No relatório anterior, a previsão era de 285 milhões de bushels, ou 7,77 milhões de toneladas.

O USDA indicou esmagamento em 2,215 bilhões de bushels e exportação de 2,115 bilhões. No mês anterior, as estimativas eram de 2,215 bilhões e 2,090 bilhões respectivamente.

 

 

(Fonte: Safras e Mercado / foto: freepik)

Compartilhe em suas redes sociais:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

Clique aqui e receba notícias do agronegócio em seu celular

Se conecte com nossas redes sociais:

Publicidade

Publicidade

Copyright © 2021 Sou Agro | CNPJ: 39.541.312/0001-48 — Todos os direitos reservados.

Sou Agro

AD BLOCKER DETECTED

Percebemos que você tem um adblocker habilitado que restringe os anúncios veiculados no site.

Please disable it to continue reading Sou Agro.