VÍDEO: Por que o Paraná não investe mais em irrigação?

Compartilhar

 

#souagro | O Brasil irriga 8,2 milhões de hectares. Destes, 5,3 milhões de hectares são feitos com água pura, enquanto outros 2,9 milhões de hectares, a irrigação é feita por meio de efluentes industriais, ou seja, água de reuso. A informação é do professor de Irrigação da Unesp (Universidade Estadual de São Paulo) de Ilhas Solteiras, Fernando Braz Tangerino Hernandez, em entrevista concedida ao Portal Sou Agro.

Nos últimos dez anos, o Brasil tem crescido a média de 200 mil novos hectares ao ano. No ano passado, foram 249 mil novos hectares irrigados. Em 2021, a expectativa é a de superar o melhor ano da agricultura irrigada do País, em 2013, quando incorporamos 270 mil hectares novos irrigados.

E com a nossa área potencial de 61 milhões de hectares, era um número apurado até 2020. Com base em novos estudos coordenados pela equipe do professor Durval Dourado Neto, colocaram como 53,4 milhões de hectares o potencial do Brasil com a agropecuária irrigada. “O que difere os dois estudos: o fato de que 53,4 milhões de hectares é a área potencial para a agricultura irrigada sem que tenhamos que derrubar nenhuma árvore”.

A região sul do País tem um potencial de 8,6 milhões de hectares. O Paraná fica com quase a metade dessa área potencial. São 4,1 milhões de hectares a área potencial para a área agropecuária irrigada. Sendo que 2,8 milhões de hectares seriam relativas a área classificada como de intensificação, onde a agricultura já existe, possui um bom nível técnico e a incorporação de sistema de irrigação traria uma segurança hídrica que levaria a uma estabilidade de produção todo o ano, tirando o efeito climático que tem prejudicado sobremaneira o Paraná, especialmente esse ano, como reflexos terríveis na safrinha. E o Paraná irriga pouco.

E a pergunta que se faz: porque o produtor de alimento ou o pecuarista não investem em sistemas de irrigação. Primeiro, pelo regime chuvoso que tende a enganar, a proporcionar a sensação que a chuva virá na hora certa e no momento certo e na quantidade adequada, o que não tem acontecido. As chuvas convectivas estão cada vez mais frequentes. “Portanto, um trabalho de conscientização, de convencimento, para que haja uma ampliação da área irrigada não só no Paraná, mas em todo o País, que reconheça a potencialidade e efetive este investimento é altamente desejável”.

(Vandré Dubiela/Sou Agro)

 

Compartilhe em suas redes sociais:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

Clique aqui e receba notícias do agronegócio em seu celular

Se conecte com nossas redes sociais:

Publicidade

Publicidade

Copyright © 2021 Sou Agro | CNPJ: 39.541.312/0001-48 — Todos os direitos reservados.

Sou Agro

AD BLOCKER DETECTED

Percebemos que você tem um adblocker habilitado que restringe os anúncios veiculados no site.

Please disable it to continue reading Sou Agro.