Varejo terá de informar origem de produtos cárneos

Compartilhar

 

Estabelecimentos varejistas deverão informar ao consumidor sobre a origem, a data de recebimento e de validade de seus produtos de origem cárnea. Este é o tema do projeto de lei 826/2019, de autoria do deputado Emerson Bacil, aprovado pelos parlamentares membros da Comissão de Indústria, Comércio, Emprego e Renda da Assembleia Legislativa do Paraná.

A proposta se refere a estabelecimentos como supermercados, açougues e peixarias que fazem o fracionamento, armazenamento e embalagem de carne bovina, suína ou de peixes. Bacil defende que responsáveis pela venda de alimentos fracionados, embalados, reembalados de carnes e pescados tenham este cuidado.

Pelo projeto, supermercados, padarias, peixarias, açougues, casa de frios e outros estabelecimentos destes gêneros devem informar estes dados aos clientes. O autor explica que produtos embalados pelo fabricante, que já conta com estes dados, estão fora da abrangência da proposta. “Alimentos como carne, frango e peixe têm alta probabilidade de agregar microrganismos”, justifica a proposição.

 

Fonte: Assembleia Legislativa do Estado do Paraná

 

Clique aqui e receba notícias do agronegócio em seu celular

Se conecte com nossas redes sociais:

Publicidade

Publicidade

Copyright © 2021 Sou Agro | CNPJ: 39.541.312/0001-48 — Todos os direitos reservados.

Sou Agro

AD BLOCKER DETECTED

Percebemos que você tem um adblocker habilitado que restringe os anúncios veiculados no site.

Please disable it to continue reading Sou Agro.