VOCÊ VIU ISSO? É muito grave a situação da produção de milho no Paraná, afirma Dilvo

Compartilhar

 

#souagro | As geadas registradas nos últimos dias prejudicaram a produção de milho nas lavouras. Essa foi uma das notícias mais lidas nos últimos dias pelos agronautas do Sou Agro. O prejuízo já está sendo contabilizado pelos produtores de todo o Paraná, onde o frio foi severo.  A situação é considerada grave, principalmente na região oeste do estado. Mas, fato é, que a condição climática adversa já se estende há algum tempo, quando nos meses de abril e maio, a estiagem também preocupou o homem do campo.

Quem explica é o Presidente da Coopavel, Dilvo Grolli.

‘’É grave a situação. Tivemos plantio de milho atrasado, porque a soja foi colhida atrasada… Meses de abril e maio tivemos uma falta de chuva, perda de 35%… Esse milho que foi plantado tardiamente, a seca fez com que tivesse uma perda de produção de 35%. Tivemos uma geada no início do mês de junho, foram comprometidos mais 7%, somou com 42%. Agora temos somente colhido no oeste do Paraná 1%, até 30 de junho nós colhemos somete 1% do milho, 99% do milho está na lavoura…’’

A expectativa não é nada positiva para esse segundo semestre de 2021 que se inicia. A região oeste deve ser a que mais vai sofrer com a falta de milho e a consequência é o aumento dos custos.

‘’A saída é trazer o milho da Argentina ou o milho americano. Mas vamos ter dificuldade de trazer, por que o preço nesses Países também já subiu’’

(Amanda Guedes/Sou Agro)

Compartilhe em suas redes sociais:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

Clique aqui e receba notícias do agronegócio em seu celular

Se conecte com nossas redes sociais:

Publicidade

Publicidade

Copyright © 2021 Sou Agro | CNPJ: 39.541.312/0001-48 — Todos os direitos reservados.

Sou Agro

AD BLOCKER DETECTED

Percebemos que você tem um adblocker habilitado que restringe os anúncios veiculados no site.

Please disable it to continue reading Sou Agro.