ESPECIAIS

ÁUDIO: Valor Bruto da Produção paranaense atinge R$ 128,3 bi e cresce 21%

Compartilhar

 

O Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) do Paraná em 2020 ultrapassou R$ 128,3 bilhões, de acordo com relatório preliminar que será publicado nesta sexta-feira no Diário Oficial do Estado e ficará disponível no site da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento. Os números levantados pelo Departamento de Economia Rural (Deral) representam um crescimento real de 21% em relação ao valor de 2019. Em termos nominais, o acréscimo é de 31%.

Ouça a entrevista com o secretário estadual da Agricultura, Norberto Ortigara:

“Em que pese a pandemia e as condições climáticas não tão favoráveis, a produção agropecuária paranaense foi bastante razoável e os preços acompanharam boa parte da evolução das principais commodities do mundo, o que trouxe renda para os agricultores e esse crescimento expressivo”, disse o secretário da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara.

O VBP contempla aproximadamente 350 itens. Os dados são levantados ao longo do ano com pesquisas semanais de preços e das condições de lavoura, culminando com esse levantamento mais específico de itens diversificados da fruticultura, floricultura, silvicultura e uma ampla gama de produtos animais e vegetais que refletem o setor rural do Estado.

Além de traçar o panorama da produção agropecuária e do valor que isso representa para o Estado, o levantamento tem importância fundamental para os municípios. “Esse índice é utilizado para compor o Fundo de Participação dos Municípios”, ressaltou a responsável pela elaboração do relatório, Larissa Nahirny. “O índice representa 8% da cota-parte dos municípios”.

O chefe do Departamento de Economia Rural, Salatiel Turra, afirmou que o VBP mostra, de forma destacada, os produtos que são referências nos municípios paranaenses. “O Estado atingiu a maior marca da história em termos de VBP”, comemorou. O número total foi de R$ 128.350.088.292,14 contra R$ 98.083.037.807,07 em 2019. “Esse número é importante e traz uma representação das potencialidades e diversidades que o Estado tem”, completou Turra.

 

Melhor resultado atribuído ao trigo

Preliminarmente, o que se observou é que os grãos e as grandes culturas do Estado encabeçaram o crescimento, com variação real de 31%, passando de R$ 38,5 bilhões em 2019 para R$ 54,3 bilhões no ano passado. Nesse segmento, o trigo teve o melhor resultado, com aumento de 87% no VBP, alcançando R$ 3,5 bilhões.

 

Pecuária

No setor pecuário, a alta real de 21% também foi expressiva, saltando de R$ 48,7 bilhões para R$ 63,7 bilhões. O valor de bezerros apresentou maior crescimento porcentual, com 49% de elevação, firmando-se em R$ 1,5 bilhão. Suínos e bovinos de corte tiveram, ambos, aumento de 29%, enquanto o faturamento do frango de corte subiu 17% em 2020 comparado com 2019.

 

Fonte: AEN

 

Foto: Jaelson Lucas

Clique aqui e receba notícias do agronegócio em seu celular

Se conecte com nossas redes sociais:

Publicidade

Publicidade

Copyright © 2021 Sou Agro | CNPJ: 39.541.312/0001-48 — Todos os direitos reservados.

Sou Agro

AD BLOCKER DETECTED

Percebemos que você tem um adblocker habilitado que restringe os anúncios veiculados no site.

Please disable it to continue reading Sou Agro.