Reprodutores caprinos com genética superior

Compartilhar

 

O IDR-Paraná (Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná-Iapar-Emater) fez a entrega de 60 reprodutores caprinos com genética superior, das raças Boer e Anglonubiana, a produtores da região de Pato Branco, no Sudoeste do Estado. A ação é do Programa de Estruturação das Cadeias Produtivas de Ovinos e Caprinos do Governo do Estado. O programa busca a melhoria genética do rebanho.

O repasse foi feito pelo Polo de Pesquisa e Inovação do IDR-Paraná de Pato Branco. A entrega aconteceu de forma gradativa, em função das restrições impostas pela pandemia de Covid-19.

O Programa de Estruturação das Cadeias Produtivas de Ovinos e Caprinos, criado em 2006, implementa pesquisas na região Sudoeste do Paraná e atende todo o Estado. Desde que foi criado, entregou 2 mil animais para produtores e associações.

 

Saiba o que são pulses, os superalimentos do futuro

Homem e mulher do campo também precisam cuidar da saúde

 

Segundo o pesquisador do IDR-Paraná André da Silveira, o repasse de machos durante esses 15 anos contribuiu de forma significativa para a mudança da base genética do rebanho. O objetivo é oferecer aos produtores animais com genética especializada e, com o programa, os animais comuns foram substituídos por caprinos especializados em produção de carne.

Os reprodutores distribuídos são destinados a pequenos produtores com os devidos registros legais e que já possuem cabras, pois a iniciativa entrega caprinos machos. A contrapartida dos beneficiados é um valor simbólico de R$ 100 por animal.

A iniciativa propiciou uma melhora na produtividade do rebanho. Mas o pesquisador ressalta que a caprinocultura ainda enfrenta algumas dificuldades, como a falta de uma articulação para um maior desenvolvimento do mercado local.

Além do repasse dos reprodutores, os pesquisadores de Pato Branco também desenvolveram estudos sobre a nutrição, sanidade e genética dos caprinos para que a caprinocultura se firmasse como uma atividade lucrativa. Os resultados das pesquisas estão disponíveis para os interessados em publicações, dissertações e teses.

 

Reconhecimento pela FAO

Em 2016 o programa de Estruturação das Cadeias Produtivas de Ovinos e Caprinos foi reconhecido pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) como uma boa prática de manejo e desenvolvimento sustentável.

Este trabalho é feito por meio de uma parceria entre a Secretaria da Agricultura e do Abastecimento e o IDR-Paraná. No próximo ano as ações do programa serão desencadeadas a partir do município de Mato Rico.

Clique aqui e receba notícias do agronegócio em seu celular

Se conecte com nossas redes sociais:

Publicidade

Publicidade

Copyright © 2021 Sou Agro | CNPJ: 39.541.312/0001-48 — Todos os direitos reservados.

Sou Agro

AD BLOCKER DETECTED

Percebemos que você tem um adblocker habilitado que restringe os anúncios veiculados no site.

Please disable it to continue reading Sou Agro.