Geadas causam as primeiras perdas do ano no campo

Compartilhar

 

#souagro | O frio chegou e não pediu licença. As temperaturas despencaram consideravelmente nas últimas horas, com a sensação térmica reduzida, principalmente nos períodos noturnos. A agrometeorologista Reginaldo Ferreira explica porque sentimos mais frio nessa madrugada em comparação com a madrugada de domingo. “As paredes estavam mais geladas e também com a superfície mais fria, tivemos a formação de geada com mais facilidade”.

A geada já provocou prejuízos para produtores rurais das culturas de verão como milho e feijão, por exemplo. Porém, as culturas de inverno se beneficiaram. “Temos a possiblidade da entreda de mais duas frentes frias até o fim do mês. Com base na fotografia atual do tempo, há grandes possibilidades de chover entre sexta-feira e domingo, com as temperaturas caindo ainda mais, com o frio mais intenso do que o registrado até o momento”, destaca o agrometeorologista.

 

Veja o que diz o agrometeorologista Reginaldo Ferreira:

 

Alguns produtores rurais enviaram para o Sou Agro o registro dos danos provocados pela geada em suas propriedades. Em Catanduvas, um agricultor envio fotos mostrando os danos na lavoura de feijão, que vão obriga-lo a plantar aveia por cima da cultura de verão. E em Sede Alvorada, outro agricultor enviou imagens do milho com as folhas queimadas. Ele também já acena com a possibildade de derrubar a cultura e preparar o solo para o plantio do trigo.

(Vandré Dubiela/Sou Agro)

 

Fotos: Agronautas do Sou Agro

Compartilhe em suas redes sociais:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

Clique aqui e receba notícias do agronegócio em seu celular

Se conecte com nossas redes sociais:

Publicidade

Publicidade

Copyright © 2021 Sou Agro | CNPJ: 39.541.312/0001-48 — Todos os direitos reservados.

Sou Agro

AD BLOCKER DETECTED

Percebemos que você tem um adblocker habilitado que restringe os anúncios veiculados no site.

Please disable it to continue reading Sou Agro.