Biscoito medicamentoso no lugar de comprimidos para tratar seu pet

Compartilhar

 

Há 14 anos no mercado e com 28 lojas no país, a empresa UpVet se destaca com soluções de medicamentos manipulados exclusivos para pets. Atraída pelas possibilidades do Programa de Residência do Biopark, a empresa ingressa no Ecossistema com o objetivo de atuar em pesquisa e desenvolvimento de novos fármacos veterinários.

A UpVet teve início quando os produtos para animais de estimação, principalmente cães e gatos, ainda eram novidades no mercado. “Eu e minha esposa somos farmacêuticos e tínhamos acabado de sair da universidade quando resolvemos montar algo que fosse dentro da nossa área e foi aí que surgiu a ideia de manipulação para pets em Maringá, nessa época o mercado ainda estava iniciando, e foi um grande desafio. Após muito trabalho, conseguimos chegar a um modelo de sucesso. A partir de 2010 entramos com franchisings e hoje temos unidades em dez estados”, explica Lisandro Corazza, que fundou a empresa juntamente com a esposa Patrícia.

A empresa atende tanto formulações a partir de prescrição veterinária, como também produtos de fabricação própria. “Temos em nosso DNA a manipulação farmacêutica. Cerca de 90% do nosso mercado são formulações, como antibióticos e anti-inflamatórios em formato de biscoito/petisco com sabor, o que facilita a ingestão do animal. Nossos biscoitos vieram para completar e interferir o mínimo possível no ativo que realiza o efeito no animal”, acrescenta Corazza.

 

Biopark impressiona comitiva de engenheiros agrônomos

Biopark fomenta soluções inovadoras para a suinocultura 

 

O biscoito medicamentoso produzido pela empresa tem uma base vegana, com menos sódio e glúten e é uma forma de substituir drágeas e comprimidos, facilitando a administração e absorção pelo animal. Além dos manipulados, a empresa possui a UpVet STORE, voltada para itens como shampoos, perfumes, florais e aromatizantes com formulações exclusivas para os PETs. A linha é direcionada, principalmente, para quiosques em shoppings.

A empresa, que já possui uma unidade da franquia em Toledo, vai desenvolver pesquisa científica no Biopark. “O projeto nos chamou a atenção pelo o que vem desenvolvendo no mercado, e também nos espelhamos muito no fundador, Luiz Donaduzzi, que tem uma atuação importante no segmento farmacêutico. Hoje nós terceirizamos o controle de qualidade, testes microbiológicos, físico-químicos, e com o Biopark imaginamos fazer uma extensão da empresa e desenvolver análises nos laboratórios do Parque, posteriormente, também acreditamos que possamos desenvolver produtos e processos”, explica Lisandro, que avalia contratar mão de obra local, como alunos dos cursos em andamento no Biopark, para atuar com a extensão da empresa no local.

 

Clique aqui e receba notícias do agronegócio em seu celular

Se conecte com nossas redes sociais:

Publicidade

Publicidade

Copyright © 2021 Sou Agro | CNPJ: 39.541.312/0001-48 — Todos os direitos reservados.

Sou Agro

AD BLOCKER DETECTED

Percebemos que você tem um adblocker habilitado que restringe os anúncios veiculados no site.

Please disable it to continue reading Sou Agro.