ESPECIAIS

Alvaro Dias: “o agronegócio é o nosso maior patrimônio”

Compartilhar

 

souagro | O Portal Sou Agro teve a grata satisfação de receber na noite desta quinta-feira (15) em sua Live no Instagram, o senador pelo Paraná, Alvaro Dias. O tema principal envolveu “Políticas Públicas para o agro na recuperação econômica do País”.

Com apresentação da jornalista Sirlei Benetti, profissional com anos de experiência no agrojornalismo, a Live contou com a participação de centenas de pessoas, interessadas em ouvir do senador paranaense e ex-governador, Alvaro Dias, questões relevantes como preservação ambiental, pedágio, diversificação da propriedade, Porto de Paranaguá, evolução das cooperativas do Paraná, Funrural, venda de terras brasileiras a estrangeiros, Nova Ferroeste, armas e demarcação indígena.

Alvaro Dias deixou a sessão no Senado para atender à solicitação do Portal Sou Agro. Em discussão tramitava o projeto de atualização dos valores patrimoniais. Alvaro Dias foi um dos governadores mais atuantes da história do Paraná. Ao todo, contabiliza quatro mandatos como senador. “Independentemente da pandemia, a agricultura já é o grande patrimônio do Brasil, responsável por um salto no desenvolvimento. A agricultura é fundamental para que o País possa alcançar um estágio de primeiro mundo”.

Para ele, o Brasil está em vantagem em comparação com outros países. E ele explica porque: até 2050, o mundo precisará produzir 60% a mais de alimentos e desse total, 40% precisará sair do Brasil. “Temos a matéria-prima do desenvolvimento, que é a produção rural”.

O senador classifica o Paraná como um exemplo de produção sustentável. “O amor à vida passa pela preservação do meio ambiente”. Uma das referências estaduais apontadas por Alvaro dias é o Paraná Rural, com destaque para o programa de microbacias, manejo integrado dos solos e da água, totalizando 45 boas práticas agrícolas. “O produtor rural é preservacionista, porque sabe que ele precisar preservar a fertilidade do solo, de onde é retirado o alimento”.

 

Fã das cooperativas

A importância das cooperativas para agregar valor à produção fez o ex-governador do Paraná um fã desse sistema inovador de integração. “O cooperativismo desenvolve a manufatura do produto primário e sobretudo agrega valor à economia, além de preservar o interesse dos proprietários rurais, seja ele pequeno ou grande”. O governo também ganha muito com este setor, principalmente no que tange à redução da sonegação de impostos. “O cooperativismo tem que ser apreciado, estimulado e defendido”.

 

Funrural

Questionado sobre o tema Funrural, Alvaro Dias afirma que é uma segurança que o agricultor deve ter. “Mas acho que precisamos evoluir em matéria de seguro para o produtor. Temos que dar garantia necessária para que o produtor rural possa plantar sem receito e comprometimento de sua safra”. Segundo ele, a questão aposentadoria é necessária para valorizar o homem do campo, mas ao lado, precisa estar o seguro, fundamental para estimular a produção”.

 

Compra de terras brasileiras por estrangeiros

O projeto de compra de terras brasileiras a estrangeiros tramita no Congresso Nacional. “É evidente que sou contra. “A legislação que temos permite que o estrangeiro adquira terras, mas dentro de uma limitação. Já o novo projeto escancara as portas do País para os estrangeiros. Se vendermos nossas propriedades, perdemos nossa soberania e passaremos a estar na mão de outros países, que vão passar a determinar o que devemos plantar e quais preços deveremos praticar, respingando inclusive nos preços pagos pelo consumidor”.

 

Confira a Live com o senador Alvaro Dias na íntegra, para o Portal Sou Agro:

 

Relação China e Brasil

A China depende do mundo para saciar a fome de sua população, estimada em 1,4 bilhão de habitantes. O Brasil é extremamente favorecido por essa condição, principalmente pela dependência do país asiático aos nossos produtos. “Vejo a China como parceira e não como ameaça comercial”.

 

Nova Ferroeste

O fato de não ter tido a oportunidade de reeleição para governador (na época não era possível), frustrou os planos de Alvaro Dias dar continuidade à Ferroeste e levar os trilhos até Guaíra e posteriormente ao Mato Grosso do Sul. “Muitos desacreditavam que a Ferroeste sairia do papel e para afrontar os mais céticos, na placa de inauguração da ferrovia em Entre Rios/Guarapuava, mandei colocar a seguinte frase: “Sonho para alguns, utopia para tantos e realidade para nós”. Conforme Alvaro Dias, a Ferroeste parou “por falta de ousadia e planejamento dos gestores que o sucederam”.

 

Pedágio: apoio ao modelo proposta pelo oeste

Assim como a região oeste, o senador Alvaro Dias também é favorável a um modelo de pedágio sem outorga e com tarifas mais baixas. “Encaminhei ofício ao Ministério da Infraestrutura compactuando com essa principal bandeira de concessão defendida por todos os paranaenses”.

 

Decretos sobre armas

Tema bastante polêmico, a questão relacionada aos decretos sobre as armas também despertou o interesse de quem participou da Live. “Já legislamos em prol do agricultor, permitindo a ele o uso de armamento desde que esteja no perímetro de sua propriedade”, relata. Sobre a situação atual, Alvaro Dias comenta que um decreto não pode sobrepor a uma lei.

 

Demarcações indígenas

O sono tranquilo dos agricultores quanto a esse assunto ainda é muito remoto, na ótica do senador. “Mas estamos vivendo uma fase de bonança, porém, precisamos ainda lutar por uma legislação definitiva sobre o assunto, de forma a garantir a tranquilidade tão almejada pelos proprietários rurais”.

(Vandré Dubiela)

 

Clique aqui e receba notícias do agronegócio em seu celular

Se conecte com nossas redes sociais:

Publicidade

Publicidade

Copyright © 2021 Sou Agro | CNPJ: 39.541.312/0001-48 — Todos os direitos reservados.

Sou Agro

AD BLOCKER DETECTED

Percebemos que você tem um adblocker habilitado que restringe os anúncios veiculados no site.

Please disable it to continue reading Sou Agro.