Morango gera renda a 30 mil famílias brasileiras

Compartilhar

 

Pesquisadores UEL (Universidade Estadual de Londrina) e da Unicentro (Universidade Estadual do Centro-Oeste) pretendem, por meio de um projeto de melhoramento genético, fomentar a produção de morangos no Brasil, desenvolvendo cultivares com potencial produtivo e de fácil adaptação em diferentes regiões do País. O morango gera renda a 30 mil famílias brasileiras.

 

Produção e qualidade

A princípio, o trabalho dos pesquisadores paranaenses deu origem à Rede Morangos do Brasil, que hoje conta com cerca de 50 pesquisadores e bolsistas ligados às duas universidades estaduais e institutos de pesquisa nacionais, que estudam melhorias para avanços na cadeia produtiva do morangueiro, visando à diminuição de custos e o aumento da produção e da qualidade de frutos.

Dessa forma, a iniciativa tem investimento anual de R$ 600 mil realizado pela Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, por meio da Unidade Gestora do Fundo Paraná (UGF). O recurso é utilizado na implementação de infraestruturas como casas de vegetação, câmaras frias, veículos, equipamentos de alta tecnologia e utensílios laboratoriais.

 

Morango gera renda

Trabalho de pesquisadores da UEL e da Unicentro deu origem à Rede Morangos do Brasil. Objetivo é aumentar a produção e a qualidade do fruto. O cultivo do morango gera renda para mais de 30 mil famílias brasileiras.

Os estados de Minas Gerais, Paraná, São Paulo, Espírito Santo e Santa Catarina respondem por cerca de 80% da produção de morangos no País. Estima-se que a área plantada é de aproximadamente 6 mil hectares, com produção total de cerca de 200 mil toneladas anuais.

Primeiramente, o País também passa por um processo de estagnação dos programas de melhoramento genético, criando uma dependência dos agricultores em cultivares importadas de países como o Chile e Argentina. Com isso, o Brasil não lança uma cultivar de morango há mais de 30 anos. Entretanto, esse esforço conjunto dos pesquisadores tende a mudar essa realidade em todo o Brasil.

 

VEJA TAMBÉM

 

Maura Carrara: inspiração para homens e mulheres do campo e da cidade

Conab lança edital para remover mais de 11,2 mil toneladas de milho

Grupo técnico visita marco zero da Nova Ferroeste

 

Fonte: Agência Estadual de Notícias

 

Foto: Gilson Abreu/AEN

 

Compartilhe em suas redes sociais:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

Clique aqui e receba notícias do agronegócio em seu celular

Se conecte com nossas redes sociais:

Publicidade

Publicidade

Copyright © 2021 Sou Agro | CNPJ: 39.541.312/0001-48 — Todos os direitos reservados.

Sou Agro

AD BLOCKER DETECTED

Percebemos que você tem um adblocker habilitado que restringe os anúncios veiculados no site.

Please disable it to continue reading Sou Agro.