Mercado do milho segue com preços firmes no Brasil

Compartilhar

 

O mercado de milho deve ter mais um dia de limitação nos negócios em meio ao foco dos produtores na colheita da soja. Com pouca oferta no mercado disponível e com a alta do dólar frente ao real, a tendência é de novos movimentos de alta nos preços do cereal nesta quarta-feira. No cenário internacional, a Bolsa de Chicago opera com preços em queda, embolsando lucros.

Na terça-feira (2), o mercado brasileiro de milho apresentou preços em elevação. Segundo o analista de SAFRAS & Mercado, Paulo Molinari, a alta do dólar garante suporte aos avanços no País e a colheita da soja limita o fluxo de milho. Os trabalhos se concentram na colheita e comercialização da oleaginosa e o milho fica deixado para segundo plano.

Nos portos de Santos e Paranaguá, a saca de 60 quilos foi cotada entre R$ 75 e R$ 77 para entrega na safrinha. No Paraná, a cotação ficou em R$ 81/83 a saca em Cascavel. Em São Paulo, preço de R$ 86/87 na Mogiana. Em Campinas CIF, preço de R$ 90,50/92 a saca.

No Rio Grande do Sul, preço ficou em R$ 84/85 a saca em Erechim. Em Minas Gerais, preço em R$ 76/80 a saca em Uberlândia. Em Goiás, preço esteve em R$ 76 e R$ 79 a saca em Rio Verde – CIF. No Mato Grosso, preço ficou a R$ 73/75 a saca em Rondonópolis.

 

Chicago

*Os contratos do milho com vencimento em maio operam com baixa de 5,25 centavos, ou 0,96%, neste momento, cotados a US$ 5,39 3/4 por bushel.

 

* O mercado realiza parte dos lucros acumulados, quando subiu mais de 1%. O mercado espera agora o anúncio de novas vendas por parte de exportadores privados dos Estados Unidos.

 

* Ontem (1), os contratos de milho com entrega em maio/21 fecharam a US$ 5,45, alta de 6,75 centavos de dólar, ou 1,25, em relação ao fechamento anterior.

 

Câmbio

* O dólar comercial registra valorização de 0,51% a R$ 5,695.

 

Indicadores financeiros

* As principais bolsas da Ásia encerraram em alta. Xangai, +1,95%. Tóquio, +0,51%.

 

* As principais bolsas na Europa operam em alta. Paris, +0,68%; e Londres, +0,81%.

 

* O petróleo opera em alta. Abril do WTI em NY: US$ 60,68 o barril (+1,55%).

 

* O Dollar Index registra alta de 0,16%, a 90,93 pontos.

 

Agenda

– O comitê técnico da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) se reúne virtualmente para discutir os níveis de produção de seus membros e de seus aliados.

 

– A posição dos estoques de petróleo dos EUA até sexta-feira da semana passada será publicada às 12h30min pelo Departamento de Energia (DoE).

 

– EUA: O Livro Bege, relatório com uma avaliação da situação econômica, será publicado às 16h pelo Federal Reserve.

 

Quinta-feira (4/03)

 

– Eurozona:  A taxa de desemprego de janeiro será publicada às 7h pela Eurostat.

 

– Exportações semanais de grãos dos EUA – USDA, 10h30min.

 

– Dados de desenvolvimento das lavouras argentinas – Bolsa de Cereais de Buenos Aires, 15hs.

 

– Dados das lavouras no Rio Grande do Sul – Emater, na parte da tarde.

 

—–Sexta-feira (5/03)

 

– Dados do desenvolvimento das lavouras da Argentina – Ministério da Agricultura, no início do dia.

 

– Produção industrial de fevereiro – IBGE, 9hs.

 

– Vendas, exportações e produção de máquinas agrícolas em fevereiro – Anfavea, a partir das 10hs.

 

– EUA:  O número de empregos criados ou perdidos pela economia (payroll) e a taxa de desemprego referentes a fevereiro serão publicados às 10h30 pelo Departamento do Trabalho.

 

– EUA: O resultado da balança comercial de janeiro será publicado às 10h30 pelo Departamento do Comércio.

 

– Dados de desenvolvimento das lavouras do Mato Grosso – IMEA, na parte da tarde.

 

– Evolução da colheita de soja no Brasil – SAFRAS, na parte da tarde.

 

 

Fonte: Agência SAFRAS

 

 

Compartilhe em suas redes sociais:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

Clique aqui e receba notícias do agronegócio em seu celular

Se conecte com nossas redes sociais:

Publicidade

Publicidade

Copyright © 2021 Sou Agro | CNPJ: 39.541.312/0001-48 — Todos os direitos reservados.

Sou Agro

AD BLOCKER DETECTED

Percebemos que você tem um adblocker habilitado que restringe os anúncios veiculados no site.

Please disable it to continue reading Sou Agro.