Março com previsão de chuvas localizadas

Compartilhar

 

#souagro | A depender do prognóstico de clima para o mês de março, é bom o produtor já ir se preparando para dias com chuvas alternadas. Nada igual a janeiro, quando foram registrados 400 milímetros de chuva. Em fevereiro, a chuva deu uma trégua e fechou com 50 milímetros de média.

O mês promete ser de chuvas distribuídas totalizando 150mm, acima da média história de 130mm. Para a agricultura, seria mais favorável o tempo seco e chuvas torrenciais apenas em um dia, para que nos demais o produtor pudesse voltar ao campo e fazer a sua colheita. As informações são do agrometeorologista Reginaldo Ferreira Santos, engenheiro agrônomo e professor do curso de Engenharia Agrícola da Unioeste, com mestrado, doutorado e pós-doutorado em Manejo e Irrigação.

Com base na fotografia do clima neste início de semana, a possibilidade dos próximos dias serem mais chuvosos é mais provável. Já a próxima semana, tende a ser com menos precipitações pluviométricas. No começo da primeira quinzena de março, as chuvas voltam a aparecer e a partir do dia 25 de março, novas possibilidade do tempo ficar mais chuvoso.

A ocorrência das chuvas está atrelada à aproximação de uma massa de ar fria convectivas (verticais). São chuvas localizadas ou tromba d´águas em pontos específicos, conhecidas como chuvas de verão, predominantes desde dezembro até o fim deste mês.

Em relação às temperaturas, por conta da massa de ar fria, tende a ficar mais fresco no período noturno, oscilando entre 15 e 17 graus e de dia, fica entre 26 e 28 graus.

O ano de 2020 foi considerado ruim em relação à ocorrência de chuvas, com dois dias concentrando os maiores índices: 150mm e 160mm e em dezembro, com 300mm. De janeiro a novembro, choveu o equivalente a 900 milímetros, quando a média anual e Cascavel e região é entre 1.500 e 1.700 milímetros. De janeiro a dezembro de 2020, a soma total das chuvas foi de 1.200mm, abaixo da média anual histórica.

E 2021 já começou debaixo de muita água. Somente em janeiro e fevereiro, foram 700mm, quase toda a soma de janeiro a novembro do ano passado. “O clima seco em fevereiro foi extremamente favorável para o campo, depois de um janeiro praticamente “imerso” pelas chuvas”. (Vandré Dubiela)

 

Foto: Vandré Dubiela

Compartilhe em suas redes sociais:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

Clique aqui e receba notícias do agronegócio em seu celular

Se conecte com nossas redes sociais:

Publicidade

Publicidade

Copyright © 2021 Sou Agro | CNPJ: 39.541.312/0001-48 — Todos os direitos reservados.

Sou Agro

AD BLOCKER DETECTED

Percebemos que você tem um adblocker habilitado que restringe os anúncios veiculados no site.

Please disable it to continue reading Sou Agro.